Corte a plasma ou oxicorte: qual tipo é o ideal para a sua indústria

Precisão, eficiência e qualidade são fatores essenciais para a otimização dos processos industriais. E isso envolve os cortes térmicos realizados nos materiais de alta resistência, como o aço, utilizados nos diversos segmentos. A escolha do tipo de corte térmico mais adequado, a exemplo do corte a plasma e oxicorte, pode fazer toda a diferença no resultado final.

Isso porque o tipo de corte térmico interfere no acabamento, custo e pode impactar em toda produção. 

Por isso, a solução ideal para a sua indústria deve ser criteriosamente analisada. Levando em consideração essa preocupação compartilhada por clientes de vários setores, a Cemaço desenvolveu um

Guia comparativo entre dois principais tipos de corte térmico: o oxicorte e o plasma

 

Sabemos que a capacidade de realizar cortes precisos e limpos é crucial para garantir que as peças se encaixem perfeitamente. Por isso é tão importante que as soluções sejam personalizadas para cada segmento e seu processo industrial. 

Isso garante que os projetos sejam concluídos dentro do prazo e os produtos finais atendam às especificações de qualidade e encaixe técnico.

Entenda mais sobre o assunto!

Corte térmico no aço é fundamental na indústria

O corte térmico é um processo fundamental na linha industrial, visto que envolve o uso de calor intenso para separar e moldar os materiais metálicos, considerados a base de muitas operações industriais.

Afinal, fatores como: tipo de material, espessura, qualidade de acabamento desejada e custo são aspectos relevantes para essa escolha. Com a escolha do tipo de corte térmico correto e mais adequado, uma indústria otimiza a eficiência, podendo reduzir custos e alcançar resultados superiores no acabamento final dos seus produtos.

Seja você um fabricante, engenheiro ou profissional da indústria, este post é para você! Assim como o Guia completo exclusivo, que pode ser baixado para a sua leitura e da sua equipe, quando tiver necessidade. Trata-se de uma ajuda para capacitá-lo a tomar decisões que podem impulsionar sua produtividade e qualidade.

O que é oxicorte e como funciona este processo? 

 

O oxicorte é um processo de corte térmico amplamente utilizado em diversos segmentos da indústria para cortar metais, como o aço, especialmente aqueles com espessuras mais elevadas. 

É um método amplamente utilizado na indústria devido à sua versatilidade e capacidade de cortar materiais de espessuras variadas, a um custo acessível.

O processo de oxicorte envolve várias etapas para garantir um corte eficiente e de qualidade. Isso vai desde a preparação da peça até a finalização do corte.

O oxigênio e o combustível são liberados através de bicos especiais na tocha de oxicorte. O operador acende a chama do oxicorte e ajusta a chama para obter a temperatura adequada. E o jato de oxigênio é direcionado para a área de corte, onde a chama aquece o metal até atingir o ponto de fusão. À medida que o metal derrete, o jato de oxigênio remove os resíduos, criando um canal de corte. 

Algumas vantagens do oxicorte 

O oxicorte apresenta várias vantagens que o tornam uma escolha popular na indústria. Entre elas está a capacidade de cortar materiais de grande espessura, sua ampla disponibilidade de equipamentos e a relativa facilidade de operação. 

O corte térmico a oxicorte também oferece a possibilidade de cortar materiais não ferrosos e a vantagem da ausência de interferência eletromagnética.

Algumas das principais vantagens do oxicorte incluem:

  • Capacidade de corte em espessuras elevadas: o oxicorte é altamente eficaz no corte de materiais metálicos de espessuras maiores, que podem ser desafiadores para outros métodos de corte.
  • Ampla disponibilidade de equipamentos: as máquinas de oxicorte são amplamente disponíveis no mercado, tornando-as acessíveis para empresas de diferentes tamanhos e setores.
  • Facilidade de operação: o processo de oxicorte é relativamente simples de executar, exigindo menos treinamento e habilidade do que outras técnicas de corte.
  • Possibilidade de corte em materiais não ferrosos: o oxicorte pode ser aplicado não apenas em metais ferrosos, mas também em metais não ferrosos, como alumínio e cobre.
  • Ausência de interferência eletromagnética: ao contrário de alguns métodos de corte, o oxicorte não produz interferência eletromagnética, o que pode ser crítico em certas aplicações sensíveis.

Oxicorte é aplicado em diversos segmentos. Veja alguns:

  • Construção: o oxicorte é frequentemente utilizado na fabricação de estruturas metálicas, como vigas, pilares e perfis, para garantir cortes precisos e adequados ao projeto.
  • Manutenção industrial: no setor de manutenção, o oxicorte é empregado para reparar ou modificar equipamentos, como tanques de armazenamento, tubulações e maquinário pesado.
  • Indústria naval: o oxicorte desempenha um papel importante na construção e reparo de embarcações, incluindo cascos, estruturas e componentes de navios.
  • Indústria automotiva: o oxicorte é utilizado na fabricação e manutenção de veículos, como corte de chassis, carrocerias e outros componentes metálicos.

Essas são apenas algumas das muitas aplicações possíveis do oxicorte. A versatilidade dessa técnica torna-a valiosa em diversos setores onde cortes de alta qualidade e espessuras maiores são necessários.

O que é corte a plasma e como funciona este processo? 

O corte a plasma é um processo de corte térmico que utiliza um jato de plasma de alta temperatura para derreter e remover o material metálico. O plasma é formado pela passagem de um gás ionizado por um bico condutor de eletricidade. 

O processo inclui o uso de gases ionizantes e a interação entre o plasma e o metal. O jato de plasma concentrado é capaz de atingir temperaturas extremamente altas, permitindo o corte eficiente de uma ampla variedade de metais.

O processo envolve várias etapas para garantir um corte preciso e eficaz. Necessita de uma preparação da máquina e regulagem dos parâmetros até a execução do corte. Para este processo, é importante se atentar ao tipo de gás plasma, o uso de correntes elétricas e a escolha dos bicos adequados.

Algumas vantagens do corte a plasma 

O corte a plasma oferece várias vantagens significativas. Entre elas está a alta velocidade de corte, a precisão alcançada no produto, assim como a qualidade da superfície resultante. 

O processo também oferece alta capacidade de cortar uma variedade de materiais, incluindo metais não ferrosos.

Algumas das principais vantagens do plasma incluem:

  • Velocidade de corte: o corte a plasma é conhecido por sua velocidade superior em comparação com o oxicorte. A alta temperatura do plasma permite um corte rápido e eficiente, aumentando a produtividade.
  • Precisão e qualidade do corte: o corte a plasma oferece maior precisão e qualidade de corte em relação ao oxicorte. A técnica é capaz de produzir bordas limpas, com menor formação de rebarbas e menor distorção térmica.
  • Capacidade de corte em diferentes espessuras: o corte a plasma é versátil e pode ser usado em uma ampla faixa de espessuras de material, desde materiais finos até espessuras mais elevadas.
  • Corte em ângulos e formas complexas: devido à sua precisão e controle, o corte a plasma permite a realização de cortes em ângulos e formas complexas, atendendo às necessidades de projetos mais exigentes.
  • Menor impacto térmico: comparado ao oxicorte, o corte a plasma gera um menor impacto térmico na peça, reduzindo as deformações térmicas e minimizando a necessidade de processos de pós-corte.

Corte a plasma é aplicado em diversos segmentos. Veja alguns:

  • Indústria de fabricação: o corte a plasma é empregado na fabricação de peças metálicas, componentes estruturais, equipamentos pesados e outros produtos fabricados.
  • Indústria automotiva: no setor automotivo, o corte a plasma é usado para cortar peças para carrocerias, chassis, componentes internos e outras partes metálicas.
  • Indústria de construção: o corte a plasma é aplicado na fabricação de estruturas metálicas, como vigas, colunas e perfis, utilizados em projetos de construção.
  • Indústria aeroespacial: no setor aeroespacial, o corte a plasma é utilizado para produzir componentes de aeronaves, como asas, fuselagens e estruturas de suporte.

No Guia comparativo, além de mais informações sobre essas vantagens, você poderá avaliar também as limitações de cada processo, entender sobre as aplicações e obter considerações técnicas, tanto do oxicorte quanto do corte a plasma.

Também terá acesso a um capítulo com comparativo detalhado entre os dois principais tipos de corte térmico, oxicorte e corte a plasma para avaliar a melhor escolha para a sua indústria.

É fundamental examinar algumas características-chave de ambos

Acesse já:

[E-BOOK]

Guia Comparativo de Cortes Térmicos: Oxicorte x Plasma

PARA Soluções para Aço Carbono

Fizemos este Material Exclusivo com o comparativo sobre os dois tipos de cortes térmicos – oxicorte e plasma – para que fornecer informações sobre qual técnica utilizar em seu processo industrial!

Newsletter

Receba gratuitamente nossos artigos semanalmente
Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

MATERIAIS

Baixe agora nossos e-books grátis

Você também pode gostar

Conjunto Soldado – conheça a solução da Cemaço

O conjunto soldado é um processo fundamental na fabricação de equipamentos que necessitam de uma…

Laminação e Relaminação de Aço: saiba a diferença entre os processos

O processo de laminação e relaminação de aço representam etapas importantes na conformação e reciclagem…

A Importância da Caldeiraria

A importância da caldeiraria  no setor industrial é um fato indiscutível,  é responsável pela fabricação,…