A Importância do Corte Sob Medida na Indústria do Aço

A Importância do Corte Sob Medida na Indústria do Aço

A importância  do corte sob medida na indústria do Aço desempenha um papel mais do que importante, proporciona flexibilidade, precisão e eficiência necessárias para atender a projetos com especificações detalhadas. 

O processo permite cortar aços de alta resistência ao desgaste, como o Quard 450 e Quard 500, e aços estruturais de extra-alta resistência, como o Quend 700, nas dimensões exatas requeridas pelas aplicações. 

Esse nível de customização maximiza o desempenho dos componentes e contribui para a otimização dos processos de fabricação, moldando e transformando chapas de aço em produtos finais.

Cortes: tipos e técnicas aplicados na Indústria do aço

O corte envolve a separação de uma parte da chapa de aço, permitindo que ela seja moldada e utilizada em aplicações específicas. 

Existem diversas técnicas de corte disponíveis na Cemaço: a laser, a plasma e o oxicorte. Cada uma delas tem suas características e benefícios, adaptando-se ao tipo de chapa e à aplicação desejada.

Por exemplo, o corte a laser contribui significativamente para  a importância do corte sob medida na indústria do aço, oferecendo uma flexibilidade e precisão sem precedentes para projetos personalizados. 

Essa tecnologia permite cortar materiais com especificações exatas, adaptando-se perfeitamente às necessidades de cada projeto. 

A capacidade de realizar cortes finos e complexos com alta precisão faz do corte a laser uma ferramenta indispensável para a fabricação sob medida, garantindo encaixes perfeitos e minimizando a necessidade de retrabalho. 

O corte a laser é mais rápido e usa menos energia para cortar um material equivalente, sendo considerado mais eficiente e melhor para o meio ambiente do que o corte a plasma, por exemplo.

Os cortadores a laser tendem a ser mais caros, tanto em termos de custo inicial quanto operacional, embora tenham custos operacionais mais baixos em termos de energia e quase nenhum consumível em comparação com outras técnicas.

Esta técnica gera menos riscos em termos de fumos e radiação em comparação com outras técnicas, mas independente da escolha, todas requerem o uso adequado de EPI e sistemas de ventilação​​.

Já o corte a plasma opera com um mecanismo fascinante e eficiente, transformando gás em plasma por meio de um arco elétrico gerado entre o eletrodo da tocha de plasma e a peça de trabalho (metal a ser cortado) para cortar metais com precisão. 

O gás (geralmente ar, nitrogênio, argônio, ou uma mistura de gases) é direcionado através da tocha. Quando este gás passa pelo arco elétrico, é superaquecido e transformado em plasma, extremamente quente e concentrado, é capaz de fundir o metal quase instantaneamente. 

À medida que o plasma atravessa o material, o metal fundido é expulso do corte pelo próprio jato de plasma ou por um jato de gás adicional, resultando em um corte preciso.

Esta tecnologia é notável pela sua capacidade de cortar formas complexas e geometrias intrincadas em metais variados, incluindo aço, aço inoxidável, alumínio, e mais, com espessuras que podem variar significativamente.

O corte a plasma destaca-se por sua eficiência  e velocidade, especialmente em comparação com métodos tradicionais de corte de metal. 

Oferece velocidades de corte mais rápidas em comparação com o oxicorte e pode cortar uma ampla variedade de materiais condutores.

Os sistemas de corte plasma geralmente têm custos iniciais mais baixos do que os sistemas a laser, tornando-se uma solução mais acessível para muitas aplicações, e embora seja menos preciso do que o corte a laser, é adequado para cortar materiais mais espessos. 

É uma escolha comum em diversas indústrias, incluindo fabricação de metais, construção, e reparo automotivo, devido à sua versatilidade e à qualidade superior dos cortes produzidos.

Essa tecnologia também é valorizada por sua capacidade de realizar cortes rápidos e limpos, com uma zona de afetação térmica relativamente pequena, o que minimiza o dano térmico ao redor da área cortada. 

Além disso, os avanços recentes em tecnologia de corte plasma aumentaram sua precisão, tornando-o ainda mais atraente para aplicações que exigem cortes detalhados e complexos.

Assim como o corte a laser e a plasma, tão relevante quanto o processo oxicorte, é indicado para trabalhos com chapas de grandes espessuras. Além disso, é eficaz em separar metais por meio de um método químico. 

Utilizando uma chama intensa e contínua, o método promove a erosão química no metal, resultando em uma separação precisa das partes. 

O princípio do oxicorte baseia-se no uso de uma combinação de gases inflamáveis, como oxigênio e gás GLP, para produzir uma chama capaz de derreter o aço em pontos específicos. 

O processo é completado com a aplicação de um jato de oxigênio que remove o aço derretido, criando um corte limpo e preciso. 

Devido a essa capacidade, o oxicorte é amplamente aplicado no corte de chapas grossas, sendo a escolha preferida para aplicações de corte de aço carbono pesado, uma ferramenta valiosa nas indústrias de construção e fabricação, onde a precisão e o acabamento são importantes. 

Equipamentos de oxicorte têm um custo inicial relativamente baixo e são conhecidos por sua eficácia em cortar aço carbono grosso de forma econômica.

 

A técnica oxicorte é menos precisa e tem uma zona de afetação térmica maior em comparação com o corte a laser e plasma, o que pode resultar em maior distorção do material​.

Importância de soluções de corte sob medida

 

Enfim, o corte a laser,  plasma e o oxicorte são técnicas  que enfatizam a importância do corte de aço sob medida na indústria do aço, cada uma apresentando características únicas que as tornam adequadas para diferentes aplicações na indústria do aço.

Cada método de corte tem suas próprias vantagens que o tornam essencial para certos tipos de projetos de corte sob medida. 

A escolha entre corte a laser, plasma e oxicorte depende do tipo de material, espessura, precisão necessária e considerações de custo. 

Avaliar cuidadosamente as necessidades específicas do projeto e as capacidades de cada técnica é importante para determinar o método mais adequado, garantindo cortes precisos e eficientes para a aplicação desejada.

Em resumo, o corte sob medida no setor do aço beneficia significativamente da versatilidade e especialização oferecidas por essas três técnicas, permitindo que as indústrias atendam a uma ampla variedade de requisitos de corte com eficácia e eficiência.

Cada um dos três processos de corte térmico utilizados pela Cemaço tem suas vantagens e desvantagens, e a escolha do método dependerá da espessura do aço, da precisão necessária e da aplicação final.

A Cemaço, reconhecida como uma empresa sustentável, segue padrões rigorosos de fabricação e se destaca por utilizar 100% de energia elétrica verde, fornecida pela Lead Energy

Com uma abordagem focada em soluções completas e personalizadas, a empresa oferece uma variedade de métodos de corte, adaptados especificamente às necessidades de cada projeto e segmento de uso.

Somos a Cemaço, o aço na sua melhor forma. Inovação, soluções completas com responsabilidade e comprometimento. Como podemos ajudá-lo? Entre em contato com nossos especialistas.

Newsletter

Receba gratuitamente nossos artigos semanalmente
Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

MATERIAIS

Baixe agora nossos e-books grátis

Você também pode gostar

Laminação e Relaminação de Aço: saiba a diferença entre os processos

O processo de laminação e relaminação de aço representam etapas importantes na conformação e reciclagem…

A Importância da Caldeiraria

A importância da caldeiraria  no setor industrial é um fato indiscutível,  é responsável pela fabricação,…

Cemaço na FEIMEC 2024: Uma Experiência Imersiva no Futuro do Aço

A Cemaço tem o prazer de anunciar sua participação na FEIMEC 2024, consolidada como o…